quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Laminadora para PCB

Estava a um tempo postergando essa montagem, mas como precisei de fazer uma placa de protótipo para ontem, aproveitei ontem e mandei bala. Tirei da caixa minha laminadora que funcionava mal e porcamente a 80ºC, e debulhei, veja abaixo a cara dela e a etiqueta do fabricante. Essa pobre coitada foi comprada na Kalunga, não me lembro o preço, mas é mais do que eu queria pagar e menos do que valia.
Este é o mecanismo dela, veja que já removi todos os sensores e dispositivos de proteção, não preciso dizer que isso invalida a garantia, certo? Acho que é robusto o suficiente para fazer a transferência, e como é mais fácil achar que determinar a verdade, fica no achometro mesmo!

Claro que essa jabiraca ia precisar de um controle, peguei um PIC (opa, que PIC que nada!), peguei um kit pré-histórico da Renesas com um R8C/13 montado numa placa já com interface de debug, uma fonte de 5 reais, dois triacs, dois MOCs um LCD e na foto está faltando o potenciometro que faz o ajuste da temperatura. Na posição que eu coloquei o sensor de temperatura na mecânica consegui a tranferência com a temperatura setada em 145ºC, provavelmente no centro do dispositivo está bem mais quente, mas como o LM35 deve funcionar abaixo dos 150ºC, acho que ficou de bom tamanho. Abaixo o controlador no inicio da montagem.

E o resultado? Essa é placa, o papel utilizado é aquele papel encerado que sobra quando tira a etiqueta, este eu peguei no correio aqui perto de casa, funciona muito bem e é de graça, imprimi a placa desenhada no KiCAD com uma HP1020, cartucho original, nada de remanufaturado!
Acho que ficou bom, o que acham?

Depois de corroida em percloreto, ficou assim! A marca estranha é da fita dupla face que usei para colar o papel antes de passar na laminadora (nota mental, alinhe o desenho na placa antes de passar na laminadora!)

Já furada e com o R8C/27 posicionado para a solda, claro que os furos ficaram ruins, furado a mão... que falta faz uma CNC!
E finalmente, com tudo soldado e pronto para rodar! Quem estiver na duvida de montar ou não uma laminadora, esquece da duvida, manda bala e monte a sua, vale muito a pena!

Bom, era isso, se quiser montar uma e precisar de ajuda, é só entrar em contato.
Até mais!

11 comentários:

  1. Athayde Patrezi diria...Um luxo...Como voce! :D

    ResponderExcluir
  2. Athayde quem? Hehehehe
    Valeu Alexandre!
    :P

    ResponderExcluir
  3. Bahhhh... mas que pré-conceito bobo é esse com os coitadinhos dos PIC? >:P

    Ficou muito bom André, quem não tem fusor, caça com plastificadora. eheh.

    ResponderExcluir
  4. Hehehehe, não é preconceito não, uso um PIC para calçar o pé da mesa sem problemas!
    Eu até tinha uma com fusor, mas derreteram os mancais quando o controlador de temperatura abriu o bico!

    ResponderExcluir
  5. Nossa!! Ficou excelente! Esse papel de adesivo é tipo aquele mesmo q se usa em papel contact? A impressora Lazer consegue imprimir neste tipo de papel?

    ResponderExcluir
  6. Meu amigo,ficou show,ainda bem que foi você a cobaia da nova laminadora, assim a gente sabe que dá certo. aproveitando o ensejo, aquele problema com os módulos sem fio eu resolvi com uma fonte chinesa, a da Zona Franca é que não deixava a placa funcionar apesar de ter corrente e tensão corretas e transientes ,jitters.Viva os produtos da china... E do Japão(RENESAS)

    ResponderExcluir
  7. Aplnx, não tenho certeza se o papel é o mesmo que o que sobre do contact, mas deve ser pelo menos parecido. Sobre imprimir, imprime, mas não gruda tão bem, então se arranhar sai!

    ResponderExcluir
  8. Fala Andre Cleaps!
    Alguém tinha que ser a cobaia, não é? O importante é que a placa já está rodando e estou escrevendo código para ela!
    Agora, essa fonte ruim, viu a saída dela num osciloscópio? O que será que tinha que era tão ruim assim?

    ResponderExcluir
  9. Nossa!! ficou perfeita a transferencia, nenhuma falha no toner!! Incrivel.

    ResponderExcluir
  10. Ahh... passei aqui de novo pra pegar o link e por na pagina da laminadora ehehe.

    Dai olhando as fotos lembrei de uma dica pros furos não ficarem desalinhados. Na hora de imprimir o layout, marque a opção pads hole ou coisa similar, pra "imprimir" os furinhos. Dai depois de corroído, a broca terá uma guia, e não sai do lugar :P

    ResponderExcluir
  11. Valeu pela visita Luciano!
    Sobre os furos, eu imprimo direto do gerber, eu precisaria de um software que carregasse o drill map para mostrar os furos no gerber antes imprimir.
    Tá, dá para imprimir direto do KiCAD sem usar o gerber, mas eu sou chato e uso o gerber :-)

    ResponderExcluir